wapatia
estado indiferente da alma ou do espirito; falta de energia; indolência; marasmo; insensibilidade às causas que provocam habitualmente as emoções; FILOSOFIA ataraxia; (Do gr. apatheia, da ausência de paixão)

wDiz qualquer coisa

-- Pedro Rios
--


wPedaços de Mundos



apatia.fotolog

Alpha & Omega
Barbaric Yawp!
Barulho
Borras de Café
Captain's Log
Diário do Fim do Mundo
Entrehistórias
Estados
Music is Math
No Fundo
Sickness
Sepsia
Soltas
Speechless Dream
Staring at the Sea
O Meliante
Vozes no Espaço

--

A Armada Invisível
Abram os Olhos
Agony Shorthand
A Forma do Jazz a Vir
Abrupto
Alta Fidelidade
A Ampola Faz Pop
Angústias de um Professor
Atrium
Aviz
Bisturi
Blog de Esquerda
Cloud9
Clube de Fans do José Cid
Deusa do Blog
Dicionário do Diabo
Faz-me um Bife
Flor de Obsessão
Giant Selection
Hang the DJ
JornalismoPortoNet
Juramento Sem Bandeira
Luz
Nocturno 76
O Meu Pipi
O Som e a Fúria
Pop Limão
Ponto Media

--

Alternative Youth
A Puta da Subjectividade
BLITZ
Bodyspace
Divergências
Fórum Sons
Mondo Bizarre
Pitchforkmedia




wArquivos


-- HOME --


wEstatísticas

 



This page is powered by Blogger. Why isn't 
yours?
wsexta-feira, julho 30, 2004


SALVÉ ECONOMIA DO MERCADO



Colheitas Worten a 5 euros:

The Clash - "Essential" (duplo Cd)
Rage Against the Machine - "Evil Empire"
System of a Down - "System of a Down"
Mind da Gap - "Sem Cerimónias"
Sonic Youth - "Screaming Fields of Sonic Love"
Nirvana - "Incesticide"

posted by Pedro at 4:19 da tarde


wsexta-feira, julho 23, 2004


YOU FAIL ME



Converge - "You Fail Me"

Espero por ouvir este disco. Depois de "Miss Machine" dos Dillinger Escape Plan, o novo dos Converge é o álbum hardcore/metal-esquisito que quero ouvir. "Jane Doe", o registo anterior, torcia ossos, mexia omoplatas inertes, gritava-nos ao ouvido. Claustrofóbico, inventivo, animal. Quero mais.

posted by Pedro at 12:14 da tarde


w


CARLOS PAREDES (1925-2004)



Coincidência terrível. Escrevia sobre os Dead Combo e descubro que morreu Carlos Paredes, um nome maior da música/"consciência" portuguesa e, por que não, do Mundo inteiro.


posted by Pedro at 12:05 da tarde


w


ESTÁ DESCOBERTO

o disco português do ano: "Vol. I" dos Dead Combo.

É engraçado ver como este disco, estranhamente sem paralelo na produção pop-rock formatada actual, vai buscar a referência maior a um português enorme: Carlos Paredes. Adicionam-lhe uns pózinhos rock (guitarra eléctrica oblige), jazz (o contrabaixo ou o cheiro a Morphine numa das canções), o western. Há até uma junção inédita dos Sonic Youth com o surf à "Pulp Fiction.

posted by Pedro at 11:52 da manhã


wsegunda-feira, julho 19, 2004


FUSÃO! 
 

 
Este MC dos Dealema rocka muito. O disco "Sintoniza..." é um óptimo álbum para guardar ao lado da bomba homónina do quinteto gaiense. Chega agora "Instrumentais", de Fuse, sob o nickname Inspector Mórbido. Partindo do imaginário dos filmes de terror, Fuse mostra o seu lado de produtor, igualmente forte, mas que peca pelo excesso de temas e pela homogeneidade dos beats e das canções. Mesmo assim, "Instrumentais" é um disco forte, com bons momentos, em particular nas guitarras sampladas e o beat "bouncy" de "Arma da Oração".




posted by Pedro at 5:21 da tarde


wsexta-feira, julho 16, 2004


ACADEMIC AS FUCK
 
Quem diria que mais de 20 anos passados, John Lydon (aka Johnny Rotten) seria alvo de uma tese académica. Na dita, questiona-se a identidade de Lydon, entre a imagem típica do punk (o "no future", a classe operária, o niilismo, a música quadrada) e o interesse do mesmo pelos Van Der Graaf Generator, Peter Hammill, Can e krautrock. Nos Public Image Ltd., Lydon desenvolveria estas ideias, numa música simultaneamente punk (no sentido puro e ideologicamente) e anti-punk (musicalmente).
 
 


posted by Pedro at 6:18 da tarde


wquarta-feira, julho 14, 2004


NOMEANS NO EM PORTUGAL

Porreiro. Traziam era o Biafra com eles...

Diz o Music-is-Math:

Os canadianos Nomeansno, autores de discos como Why Do They Call Me Mr. Happy? ou The Worldhood of the World (As Such), vão estar em Portugal para três concertos. O primeiro decorre no dia 9 de Novembro, no Porto, e o segundo no dia 10 de Novembro, em lisboa. No dia seguinte, 11 de Novembro, os Nomeansno actuam noutra localidade ainda a designar. Os locais dos espectáculos ainda não são conhecidos.



posted by Pedro at 6:31 da tarde


w


ENOUGH!

Farto de ver na barrinha do Google em cima deste blogue, links para pesquisas sobre nazis, hitlers, neo-nazis e demais quejandos, decidi tomar medidas para mudar isso. E quem sabe aumentar as visitas a este pasquim:

sex sexo interracial sex sex cumshot facial sex toys free teens sex sexo interracial sex sex cumshot sex sex facial sex toys free teens sex sexo interracial sex sex cumshot facial sex toys free teens sex sexo interracial sex sex cumshot sex sex facial sex toys free teens sex sex facial sex toys free teens sex sex toys free teens sex sexo interracial sex sex cumshot.

Tenho dito.

posted by Pedro at 3:50 da tarde


wsegunda-feira, julho 12, 2004


!!! C'UM CARALHO !!!



Não é costume falar aqui de textos alheios, mas, porra!!!, o texto do Miguel Arsénio sobre o disco dos !!! é uma pérola!!!

posted by Pedro at 12:28 da tarde


wquarta-feira, julho 07, 2004


NERD ROCK



Descendents, Weezer, Smiths, Elvis Costello. Canções para adolescentes e pós-adolescentes com dores de crescimento. Corações ao alto, eis a lista. O artesão é Rodrigo Nogueira, um jovem muito dado a este tipo de reflexões a la "Alta Fidelidade".

posted by Pedro at 1:04 da manhã


wdomingo, julho 04, 2004


X-WIFE + WRAY GUNN - CALDAS DE SÃO JORGE

Reportagem no Bodyspace.

posted by Pedro at 9:52 da tarde


wsexta-feira, julho 02, 2004


MONOLÍTICO



Mastodon - Remission

Um mastodonte sonoro, literalmente. Um dos bateristas mais animais e criativos do metal actual. Inovadores, interessantes, um passo à frente. Isto é metal, mas é muito mais que isso. Por estes lados, anseia-se por "Leviathan", o próximo disco do grupo.

Diz o AMG:

The Atlanta-based foursome play a very aggressive stoner rock hybrid that at times reminds of the non-death metal excursions by Entombed, but with a complex slant that nears prog rock proportions. The jazzy drumming and clean guitar that go on for most of "Ol'e Nessie" is a Southern-sounding sprawl that could be the Allmans if the brothers bludgeoned with the "Whipping Post" instead of just tying folks up to it. Even though their homeland's influence is more subtle the rest of the way, it's still there if you look beneath the Sab-Stooge-Motörhead Gristle, and that, along with the technical ecstasy, helps make Mastodon stand out amongst a ton of other post-Man's Ruin Stonehenge rockers.

posted by Pedro at 12:21 da tarde


w


ESTRIBILHO DE MORTE

Polly Jean está de volta. O disco "Uh Huh Her" é um retorno ao lado mais torturado e zangado da artista. Faltam-lhe, talvez, canções como "This Mess We're In" mas, globalmente, é um disco ao nível do anterior "Stories from the City, Stories from the Sea".

Bastava, porém, uma canção como "Shame" para recordar porque é que PJ diz tanto, a tanta gente:

I don't need no rising moon
I don't need no ball and chain
I don't need anything but you
Such a shame, shame, shame
Shame, shame, shame
Shame is the shadow of love

You changed my life
We were as green as grass
And I was hypnotized
From the first 'til the last
Kiss of shame, shame, shame
Shame is the shadow of love

I'd jump for you into the fire
I'd jump for you into the flame
Tried to go forward with my life
I just feel shame, shame, shame
Shame, shame, shame
Shame is the shadow of love

If you tell a lie
I still would take the blame
If you pass me by
It's such a shame, shame, shame


posted by Pedro at 12:15 da tarde


wReferências


-- HOME --